Archive for the ‘Especial’ Category

Doze pilotos 10 corridas e um titulo

16/09/2009

Doze pilotos 10 corridas e um titulo, nas próximas dez semanas veremos quem será o campeão da Nascar Sprint Cup Series de 2009. Nesse ano temos algumas surpresas e fatos que marcaram a categoria.

2009 Chase

Como aconteceu no ano passado o tricampeão vem com tudo para conquistar o quarto titulo da temporada. Se conseguir esse feito Jimmie Johnson entrara na historia da categoria como o primeiro piloto quatro vezes campeão. Tarefa que não será tão fácil.

JG e JJ

Seu companheiro Jeff Gordon, que terminou na segunda posição antes de receber de receber os 5000 pontos vem demonstrando que esta para ganhar, mesmo já se garantindo antes das corridas do chase Gordon vem para brigar e tentar conquistar seu quinto titulo. Em 2007 Gordon teve ganhou mais que seu companheiro Jimmie Johnson, mas na soma dos ponto o tricampeão levou a melhor.

E falando em Hendricks outra surpresa para esse chase é o tiozão, Mark Martin, que sai na frente esse ano. Mark com 4 vitorias nessa temporada é um dos favoritos ao titulo. Mark não tinha um bom desempenho a anos na categoria, Mark estava para se aposentar, mas o senhor H lhe de uma chance e mostrou porque merece estar dirigindo o carro numero #5.

Tony Stewart, que terminou como líder do campeonato é o Franco favorito ao titulo, ´´estreante“ como dono de equipe consegui três vitorias e excelentes resultados. Tony já tem dois títulos o de 2005 foi conquistado no sistema dos playoffs. Se Stewart vencer será o primeiro dono de equipe e piloto estreante a conseguir um titulo na categoria.

Ryan Newman companheiro de Stewart fez uma boa campanha, mas não conseguiu nenhuma vitoria esse ano. O que impressiona é que sua equipe tem obtido ótimos resultados. È a primeira vez que Ryan Newman chega a uma final de campeonato.

Só para lembrar a equipe Hendrick fornece os equipamentos e presta serviços para a Stewart-Haas. Seria uma segunda equipe do senhor H.

JP Montoya realizou um feito histórico na categoria ao ser o primeiro estrangeiro a disputar uma final de campeonato. Com um bom resultado e mostrando a garra nas corridas não se intimidou com seus adversários, Kevin Harvick que diga isso. Montoya não venceu nenhuma corrida, mas faltou pouco para que o colombiano chegasse lá.

Montoya

Kurt Busch que teve um bom começo de temporada teve uma pequena queda de rendimento na metade de temporada em diante, Kurt teve uma vitoria em Atlanta e já venceu um campeonato no sistema de playoff, diferente de seu irmão Kyle que teve 4 vitorias mas não foi um piloto regular na categoria.

O mascarado Kasey Kahne esta de volta depois de três anos fora do chase. Kahne venceu duas vezes esse ano uma delas em Sonoma um dos circuitos mistos da Nascar. Kahne nunca havia vencido uma corrida nesse tipo de pista e sua melhor colocação era 25, nada mal, mas espero que ele não vença, a Miss EUA pode ser fã do cara mas ele amarela esse ano.

Miss 3

Outro piloto que também tem duas vitorias e surpreendeu foi Denny Hamlin. Hamlin antes da ultima corrida que definia os pilotos para o chase já estava classificado. As apostas são altas para o piloto devido ao bom desempenho essa temporada. Denny desbancou seu maior rival na Joe Gibbs Kyle Busch que teve 4 vitorias nessa temporada mas não se classificou.

A Red Bull conseguiu colocar no chase o piloto Brian Vickers. Vickers se classificou na ultima corrida, o que parecia impossível virou realidade. Vickers tem uma vitoria na temporada e a conquistou de modo brilhante arriscando tudo. Vou colocar uma fé nesse piloto ele merece.

Por fim os dois pilotos da Roush. Carl Edwards: esse ano não venceu nenhuma corrida, mas fez uma boa campanha. O que vale destacar é que Edwards vai muito bem em super ovais e foi protagonista de um acidente espetacular em Talladega. Ano passado Edwards ficou com o vice campeonato, tanto na Sprint Cup e Nationwide Series.

Greg Biffle quase ficou fora do chase. Greg se mostrou regular, poucos apostam no sucesso do piloto Washington. Vamos ver onde Greg pode chegar.

12 Pilotos do Chase

No final das contas o chase começa assim:

1 – Mark Martin

2 – Tony Stewart

3 – Jimmie Johnson

4 – Denny Hamlin

5 – Kasey Kahne

6 – Jeff Gordon

7 – Kurt Busch

8 – Brian Vickers

9 – Carl Edwards

10 – Ryan Newman

11 – JP Montoya

12 – Greg Biffle

Uma pequena observação. A GM tem 6 carros no chase e as demais montadoras 2 representantes.

Um Abraço

Anúncios

10 Pilotos, 8 vagas, 122 pontos e 1 corrida

12/09/2009

Depois de 25 corridas, 6.936 voltas, 9.706 milhas (15.529 km), 468 mudanças de liderança e 214 bandeiras amarelas, 400 voltas é tudo o que separa os 12 pretendentes ao titulo da Sprint Cup Series de 2009.

No final da noite de sábado, quando a bandeira quadriculada for mostrada no Chevy Rock & Roll 400 em Richmond International Raceway, vamos conhecer os 12 pilotos que competirão pelo título no Chase.

Quatro pilotos já se garantiram para o chase – Tony Stewart, Jimmie Johnson, Jeff Gordon e Denny Hamlin – e nenhum deles tem nada a perder tanto que nas ultimas provas obtiveram bons resultados. Mas, de 10 pilotos que estão na disputa, apenas oito poderão se classificar e tudo que separam eles da classificação são 122 pontos e hoje à noite será uma das corridas mais emocionantes da temporada. 8 vagas 10 pilotos.

NASCAR Trofeu

Os concorrentes:

5. Carl Edwards. Edwards já venceu em Richmond, mas tem apenas três top-10s em 10 corridas. Ele liderou apenas uma vez e teve uma quebra em toda temporada. Edwards precisa terminar em 24º ou mais. Nas ultimas três corridas em Richmond não obteve bons resultados, incluindo a primeira corrida desse ano, quando ele chegou 26º. Edwards vem de um decepcionante 37 em Atlanta, e nas 13 corridas anteriores terminou no top 20.

6. Kasey Kahne. Kahne dominou a corrida em 2005, fez a pole ele liderou 242 voltas. Desde então, ele tem apenas quatro top-10s em oito corridas. Kahne precisa terminar 21º para se garantir no chase. O momento é bom para o piloto e sua equipe que vem de uma vitoria na semana passada em Atlanta.

7. Kurt Busch. O Buschão tem uma vitória, dois top Five em cinco corridas em Richmond. Em suas últimas cinco corridas tirando Atlanta ele tem quatro top-10. Kurt precisa terminar em 20º, ou melhor. Kurt teve uma quebra decepcionante em Atlanta que lhe fez perder duas posições na classificação, mas um 19 º na corrida deste ano lhe garante entre os doze.

8. Juan Pablo Montoya. O Colombiano Montoya vem impressionado a todos e se tudo acontece corretamente será o primeiro estrangeiro a disputar o Chase. Montoya precisa de um 18º lugar e nas ultimas corridas tem mostrado bons resultados. Pelo lado positivo, ele tem 11 top – 20 nas últimas 12 corridas.

9. Ryan Newman. Para os pilotos que disputam o chase a pista de Richmond para Ryan Newman, é sinônima de bons resultados, terceiro melhor piloto nas estatísticas. Em 15 corridas em Richmond, Newman tem uma vitória, cinco top – Five e nove top – 10. Na primeira corrida do ano em Richmond, Newman liderou 45 voltas e terminou em quarto lugar, o que seria mais que suficiente para chegar ao Chase. Newman está atualmente em uma seqüência de três corridas consecutivas top-15.

10. Mark Martin. O Vovô Martin está entre o top 10 nas suas ultimas corridas em Richmond, e entre o top 16 nos últimos cinco anos. Martin tem uma vitória em Richmond, mas isso aconteceu há 19 anos. Mark Martin tem dois top Five consecutivos e nas ultimas corridas obteve excelentes resultados, segundo em Bristol e quinto em Atlanta.

11. Greg Biffle. Biffle precisa terminar em 11 º ou torcer para uma combinação de resultados favoráveis em Richmond para garantir sua vaga no Chase. No seu histórico das corridas disputadas em Richmond a sua media é de 14,6 em todos esses anos em que Biffle disputa a categoria principal. Greg tem dois top-10 consecutivos e liderou pelo menos uma volta nas duas ultimas corridas, Bristol e Atlanta.

12. Matt Kenseth. Kenseth tem uma vitória, em Richmond, mas seu histórico nessa pista não é das melhores. Kenseth está em uma seqüência de seis consecutivos top-15 , o que não pode ser o suficiente para mantê-lo no top 12.

13. Brian Vickers. Uma palavra, Vickers é simplesmente PESSIMO em Richmond. Em 10 corridas, ele tem apenas um top-10 – um oitavo – e nas outras corridas terminou abaixo da 24º posição. O lado positivo, ele começou no póle de duas vezes. A boa notícia para Vickers é que ele atualmente está entre os 12 que disputam o titulo de 2009. Vickers está a 20 pontos atrás de Matt Kenseth, e precisa de um bom resultado para se classificar para o chase.

14. Kyle Busch. Richmond é a melhor pista para Busch, o piloto tem uma vitória, três segundos lugares, dois quartos e um quinto. Ele liderou voltas em apenas três corridas e é o atual vencedor da corrida que aconteceu no dia 2 de Maio. O Buschinho tem 5 vitorias nessa temporada 4 validas para o campeonato. No lado ruim. Em suas últimas oito corridas, Busch tem apenas dois top – Five e está 37 pontos atrás de Matt Kenseth 12 º colocado.

Zeskamp

06/08/2009

Antes de qualquer coisa, os posts sobre a Nascar e Automobilismo vão continuar esse aqui é especial e já esta um pouco atrasado. Se trata de um evento que ocorre a cada 6 anos na cidade na qual foi acolhido e costumo dizer aos meu amigos que chamo de “residência oficial´´.

Agora o Zeskamp, para entender melhor veja o texto abaixo.

Com a proposta de promover uma grande integração entre os holandeses e seus descendentes radicados no Brasil e manter viva as tradições e a cultura da Holanda no país, a embaixada holandesa e Holambra I tiveram a idéia de promover o Zeskamp – jogos esportivos e recreativos entre as colônias holandesas instaladas no Brasil.

Promovido pela primeira vez em 1976, em Holambra I, a primeira edição do evento contou com a participação das colônias de Arapoti (PR), Carambeí (PR), Castrolanda (PR), Holambra I,  Campos de Holambra e Não me Toque.

A palavra Zeskamp não foi escolhida por acaso para denominar esse importante e inconfundível evento esportivo. De origem holandesa, Zeskamp significa seis campos e faz alusão às seis colônias participantes dos jogos.

Realizado anualmente no mês de julho, a cada ano o Zeskamp tem uma sede diferente, sendo realizado sempre numa colônia diferente dentro do período de seis anos.

Assim, o espírito desse encontro sempre se renova e possibilita a todos os participantes, tanto atletas como torcedores, momentos muito especiais, recheados de amizade, confraternização, integração e, principalmente, alegria.

Como manda a tradição dos jogos, cada equipe já tem sua cor definida para participar do evento. Arapoti (branca), Carambeí (Vermelho), Castrolanda (Azul), Holambra I (Laranja), Campos de Holambra (Amarelo) e Não me Toque (Verde).

Esse ano foi realizado o 32º encontro. E eu cobri algumas partes do evento e ate participei cantando algumas musicas na sexta-feira. Mas como sou tão bom na voz resolvi não me expor por que já tenho muitos fãs. hehehe.

Os vídeos abaixo são de uma das noites do evento, fotos e tudo mais eu posto depois.

Abraço

O Proximo video é muito engraçado, o Homem Aranha da Arapoti, pena que foi um gol só… fregues é fregues

E pra terminar a Filial mostrando quem manda.

McLaren um mito em fibra de Carbono

05/08/2009

De Edgar Pedroza Especial para o Blog da Nascar Brasil

McLaren um mito em fibra de Carbono

A McLaren sempre foi uma escuderia que sempre teve seu trabalho focado na área automobilística, principalmente nas corridas mas para não ficar de fora em 1989 foi criada a McLaren Automotive, divisão na qual foi focada a produção de super carros feito para as ruas.

mclaren-1-1024

O primeiro carro foi a McLaren Road Car. Uma verdadeira lenda. O primeiro exemplar do carro foi finalizado em meados de 94. O carro como todos já devem visto tem características incomuns em relação aos outros. A montagem da estrutura em fibra de carbono durava em media 3000 horas para ser concluída. Depois de montado a estrutura viajava ate a sede da McLaren onde era requerida mais 750 horas para se finalizar. La cada carro era personalizado de acordo com o proprietário.

A célula de sobrevivência e a fibra de carbono:

Tudo começa em 1981 quando o engenheiro chefe John Barnard responsável pela construção dos carros da McLaren resolveu usar fibra de carbono na construção dos carros o modelo MP4/1 foi o primeiro carro a se utilizar da tecnologia. O sucesso fez com que as demais equipes logo copiassem o feito. Não só o chassi com o composto de carbono, mas o carro todo.

Essa tecnologia fez com que houvesse grandes avanços na área da segurança automotiva e evoluíssem para um patamar mais seguro. A fibra de carbono oferece ao condutor uma estrutura rígida, além de ser extremamente leve e forte. A fibra de carbono em um acidente tem capacidade de absorver a energia de um impacto em ate cinco vezes o que um carro em alumínio ou aço normal tem.

Olhem esse vídeo no youtube:

o Sheik que dirigia esse carro não morreu apenas teve alguns ossos quebrados e algumas escoriações. O trabalho da fibra de carbono mais uma vez fazendo a diferença.

Na parte aerodinâmica a fibra de carbono também estava presente no chamado air brake:

O air brake é um dispositivo aerodinâmico móvel. Desenvolvido inicialmente na Formula 1 mas proibido a partir de 1969, no entanto, não existem esses regulamentos para veículos rodoviários permitindo a McLaren desenvolver soluções inovadoras para os seus veículos de rua.

back

O McLaren F1 apresenta um dispositivo, conhecido como “brake and balance foil” em português “freio regulador de aerofólio”, que aumenta a base de sucção na parte traseira do veículo para gerar downforce adicional, o mais importante, o controle aerodinâmico do centro de pressão do carro. Uma característica da McLaren, o SLR também dispõe de um dispositivo semelhante, o seu air brake melhora a aerodinâmica e estabilidade sob pressão e reforça a capacidade de parar o veículo. Uma pequena asa traseira se levanta automaticamente a 95 km/h e se elava a 10 graus. Em grandes frenagens o ângulo de abertura sobe para 65 graus. O condutor pode regular manualmente a inclinação da asa de dentro do carro de acordo com o uso.

Mecânica:

O motor do F1 é um show a parte um BMW V12 de 627 HP construído com os melhores materiais ate ouro foi usado nos coletores para refletir melhor o calor. Na Direção o motorista senta bem ao centro do carro, e as portas são no formato gaivota.

1996_McLaren_F1_engine

Foram construídos 100 carros no total: desses 100, 72 carros foram para as ruas, em divididos em 3 modelos F1 (64) F1 LM (5) F1 GT (3) os outros foram feitos para as pistas onde o carro obteve grande vitoria nas 24 horas de Le Mans. Uma pequena observação, os modelos LM e GT contem algumas características diferentes em relação ao F1.

Já o SLR (Sport, Light and Racing) possui um motor V8 de 626 HP a uma edição especial o SRL 772 com 650 HP.

A única vez que vi um SLR foi em São Paulo na Av. Europa onde tudo é possível.

Um Abraço

Maverick André Carrillo

04/08/2009

A pedido dos leitores hoje teremos mais um Maverick, mas esse é especial do meu amigo Andre Carrillo ou Andre V8 como é conhecido. O André corre em varias categorias do automobilismo em especial na Classic V8 a foto abaixo foi tirada em Interlagos. Ao clicar na foto você meu caro leitor poderá baixar essa foto em HD. E aproveitando quero fazer um agradecimento especial a vocês leitores que a cada dia nos apóiam e fazem desse blog o que ele é.

Muito Obrigado um abraço.

Edgar Pedroza

Click na imagem para uma resolução em HD

Click na imagem para uma resolução em HD