Formula 200

Outro dia estava eu navegando pele internet e estava no blog do Roberto Figueroa, ele disse algo que é a mais pura verdade para aqueles que gostam do automobilismo, principalmente no Brasil segundo as palavras de Edgard Mello Filho quase meu chara “è como um vírus incurável, depois que entra no corpo, não sai mais….´´. É verdade é como vírus, escrevemos e discutimos nem que seja com leigos ou pessoas que entendem, mas principalmente com o amor que sentimos pelos motores. Nesse mesmo dia que entrei no blog do Figueroa, um fã que esta sempre comentando não só no blog, mas nas corridas ao vivo colocou uma enquete, onde queriam ver mais NHRA (categoria de arrancadas) e Monster Jam. Imediatamente fique um pouco triste e feliz ao mesmo tempo e vou explicar por que.

Para aqueles que gostam de arrancada, já devem ter ouvido falar no Carlinhos (Carlos Savignano), que tinha uma oficina chamada Formula 200 em Santo André, cidade que vive por quase 10 anos. Esse cara foi um grande ser humano alem de amigo. Por mais que falasse um monte de palavrões rsrsrsrs, ele sim era um apaixonado por automobilismo, principalmente por automobilismo norte-americano e arrancadas. Para aqueles que não sabem essa pessoa que falo foi o primeiro a trazer um Dragster ao Brasil e um dos grandes responsáveis por corridas de arrancadas nas décadas de 80 e 90 em São Paulo. A primeira vez que o conheci estava passando em frente a sua oficina com minha mãe, quando vi, mandei minha mãe parar o carro, pois havia um Audi RS4 parado na frente entre outros carros. O mais legal de todos foi um Corvette, qualquer um principalmente uma criança que adorava e ainda gosta de automobilismo ficaria louco. O mais engraçado de tudo isso foi que meus pais conheciam ele.

Depois de um tempo comecei a freqüentar a sua oficina, não só para ver os carros, mas também para consertá-los. Para se ter uma idéia como esse cara tava muito na frente ele já preparava carros com nitro. Graças a ele tive a oportunidade de andar em um carro desses, quem já andou sabe a emoção que é. Assim que mudei para o interior do estado falei poucas vezes com ele. No começo de 2008 ele infelizmente veio a falecer. No começo desse ano estive em Santo André e foi ate sua oficia, que hoje esta a venda. Meio que arrombei o portão e entrei. Lembranças e imagens vieram à cabeça, seus carros, ferramentas, galões de nitro guardados na geladeira, pneus de dragters entre outros. O mais engraçado é que muitas das peças que ele usava nos carros de seus clientes são ate hoje usados na Nascar ou patrocinam os pilotos como por exemplo o da NAPA. O que me resta de recordação, um presente de aniversario que ganhei dele, foi uma pequena miniatura de um Corvette que afinal de contas nos dois adorávamos e idolatrávamos o carro.

Nas fotos em que postai abaixo, já tive a oportunidade de andar nesse Camaro e já entrar em um Dragster em sua oficina.

 

Até a semana que vem

Um grande abraço.  

carlinhos1

carlinhos-31

 

carlinhos-4

Anúncios

Tags:

3 Respostas to “Formula 200”

  1. Marcelo Says:

    Caro Edgar navegando pela net encontrei este artigo escrito por você, e tenho a concordar em todas as palavras, o Carlinhos foi o cara que abriu as portas paras as arrancadas, também frenquentei a oficina e me lembro também da Audi que você citou. Qual a pessoa que leva os amigos para assitir Arrancadas nos Estados Unidos, indica as lojas para comprar peças onde ele mesmo comprava e sem cobrar nada por isto? Eu realmente sóa conheci um, foi realmente um grande Amigo que deixou saudades.

    Marcelo Cappucci (Castor)

  2. Fabio Says:

    Também conheci o Carlinhos, estava sempre na oficina com um amigo que tinha uma 3000GT nitro… pras recargas…
    O cara é muito foda mesmo!!! sujeito simples, gente finíssima!!!
    Este camargo era branco, não era?
    E a SS 454 dele? q absurdo aquela pickup!!!
    Carlinhos esteja com Deus!

  3. Neto Says:

    Edgar, achei sua matéria por acaso e foi como um filme que passou em minha cabeça, pois participei da equipe do Carlinhos (Fórmula 200) e realmente tenho de concordar que ele com o Dragster – 454 BigBlock e seu Blower com 2,5kg fez história em Interlagos. Isso porque ele andava com no máximo 1,5kg, pis não tinha condições apropriadas em Interlagos para frenagem no final da reta aos 285Km/h, em seus 0 a 100km/h em menos de 1s.
    Nada é por acaso e a passagem dele por aqui nos ajudou a evoluir em muita coisa no automobilismo.
    Lembranças do Corvette – Preto, Camaro Z-28 – Vermelho e sua pickup…
    Que Deus o tenha!
    Grande abraço e obrigado pela matéria.
    Fernandes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: